Back

Sustentabilidade, Inteligência Artificial, energia e talento em destaque no primeiro dia da Semicon West

A participação da AIDA CCI, Inova-Ria, PCI · Creative Science Park – Aveiro Region e HFA na Semicon West foi marcada por uma série de eventos e encontros focados na promoção da Agenda Microeletrónica, destacando os resultados alcançados e o potencial do ecossistema português. A Semicon West, um dos eventos mais importantes no setor da microeletrónica e semicondutores, proporcionou um palco ideal para explorar as últimas tendências e inovações.

Palestras e sessões temáticas

No primeiro dia do evento, em São Francisco (EUA), a comitiva portuguesa assistiu a várias palestras que se alinham com a US Chips Act, abordando estratégias governamentais em áreas cruciais como capacitação de recursos humanos, sustentabilidade, inovação e otimização energética. Estas sessões sublinharam a importância da cadeia de valor da microeletrónica e semicondutores, destacando desenvolvimentos recentes em design, automação, produção e desenvolvimento de componentes. Um ponto de destaque foi a relevância da cibersegurança para a proteção de dados e tecnologias essenciais.

Os debates focaram-se nos desafios atuais da indústria, enfatizando a necessidade de investimento contínuo em inovação, aumento da capacidade produtiva e design, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida das comunidades, garantir a sustentabilidade dos negócios e aumentar a autonomia da cadeia de valor do setor.

As discussões evidenciaram a necessidade de fortalecer um ecossistema baseado em pilares fundamentais como:

  • Capacitação de talento: Investir na formação e desenvolvimento de profissionais qualificados;
  • Inovação e sinergias estratégicas: Promover a colaboração entre diferentes entidades para impulsionar a inovação;
  • Sustentabilidade e energia: Focar na redução de desperdícios, reutilização de componentes e eficiência energética;
  • Inteligência Artificial: Reconhecer o papel vital da IA no desenvolvimento e crescimento do setor.

Networking e parcerias

A Semicon West também foi uma excelente oportunidade para networking. A AIDA CCI, a Inova-Ria, a HFA e o PCI · Creative Science Park – Aveiro Region, aproveitaram a oportunidade para divulgar os resultados da Agenda Microeletrónica e os desenvolvimentos do ecossistema às várias entidades presentes. Foram estabelecidos contactos com várias empresas e organizações, como:

  • ZZSM: Focada na distribuição de equipamentos de produção para a indústria;
  • ABM: Especializada em eficiência energética e design;
  • Alter Tovit: Dedicada a soluções digitais para a indústria;
  • H-Square: Focada em automação, robótica e conectividade;
  • Estex: Desenvolve soluções de engenharia;
  • Relden: Focada na reciclagem de metais na área de e-waste;
  • KSK: Especialista na distribuição de componentes;
  • Weng Seng Engineering: Dedicada à fabricação e assemblagem de componentes;
  • S-Tech: Oferece soluções e máquinas de vanguarda;
  • Semiconductor Research Corp (SRC): Desenvolve soluções de realidade aumentada para capacitar e incentivar jovens da academia a optarem por carreiras no setor.

 

A visita ao primeiro dia da Semicon West foi extremamente produtiva, permitindo não só a promoção da Agenda Microeletrónica e do ecossistema português, mas também a criação de novas parcerias e a exploração de inovações que podem moldar o futuro do setor.

A Agenda da Microeletrónica foi criada no âmbito das agendas mobilizadoras do Plano de Recuperação e Resiliência português com o objetivo de reforçar a capacidade produtiva e de inovação da indústria nacional de semicondutores e microeletrónica. Envolve um conjunto de 17 parceiros e procura contribuir para o posicionamento de Portugal na linha da frente no mercado da gestão, produção, distribuição e reciclagem de semicondutores, capazes de fornecer devidamente a Europa e outros países à escala mundial.

Os 25 novos produtos, processos e serviços resultantes da Agenda têm como objetivo transformar o setor da microeletrónica e contribuir para a sua resiliência, competitividade e sustentabilidade ecológica, e permitirão ao ecossistema português acompanhar e antecipar as necessidades do setor.

O projeto “Agenda Microeletrónica” decorre de 1 de janeiro de 2022 a 31 de dezembro de 2024 e é cofinanciado a fundo perdido no valor total elegível de 67 493 749,13€ pelo Plano de Recuperação e Resiliência português através do NextGenerationEU.

Agenda da Microeletrónica
Agenda da Microeletrónica
https://micro-electronics.eu

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This website stores cookies on your computer. Cookie Policy